Tuesday, June 16, 2009

Um dia


Um dia vou conseguir escrever o que hoje só sei sentir
Um dia, vou deixar de me encontrar nas palavras dos outros e vou conseguir utilizar as minhas
Um dia, isto vai continuar a não fazer sentido mas vai parar de doer

Nesse dia, já não terei presente os cheiros, nem o toque, nem o gosto amargo de tudo o que não foi, e nem me vou lembrar da leveza com que calaste o que de melhor eu tinha para dar e dei...
Nesse dia já não vou respirar fundo antes de ver o remetente da mensagem que soa de tempus a tempus no meu telefone..
Nesse dia já não vou procurar o teu carro no estacionamento vazio atrás da minha casa
Nesse dia a amy vai deixar de falar de ti quando cantar o I'm no good e a brandy vai deixar de contar a minha história
Nesse dia vou sobreviver ao sorriso que trazias no dia em que com a outra foste onde a mim nunca me "pudeste" levar
Nesse dia já não vou precisar do reconhecimento que nunca me deste e voltarei a saber o que valho apesar das injustiças
Nesse dia o sorriso deixará de ser só força e passará a ser sentido

Um dia vou conseguir escrever,
o que hoje só sei sentir
Nesse dia já não vou recear o som do despeito nem o gozo da tua falta de discernimento
Um dia, isto vai continuar a não fazer sentido
mas vai parar de doer...

6 Comments:

Blogger vício said...

uma velha teoria que eu acho que é verdadeira é que para esquecer uma pessoa basta gostarmos de outra.
eu concordo com esta teoria quando a outra pessoa somos nós...

11:14 AM  
Blogger Maariah said...

Aqui estou eu, vinha dizer qualquer coisa mas, antes, não pude deixar de reparar no comentário do Vício. Muito interessante e concordo com ele.

Poca, não sei o que sentes, mas acho que descrevestes sentimentos muito intensos. Não precisas de palavras de ninguém para pores cá fora, se assim te apetecer, os teus sentimentos, as tuas bastam. Podes necessitar talvez de tempo ou distância (fisica ou temporal.

9:01 PM  
Blogger CANHOTO* said...

Forte...Como habitual!
Não me sinto com capacidade para comentar o texto...Acho q, à minha maneira, consigo (ou penso conseguir) perceber a força das frases e o estado de espirito... Pq tb já o senti, da mesma forma forte, visceral...
Um dia vai parar de doer... E quem sabe se não é já amanha?
;) abraço, aquele

11:09 PM  
Anonymous Alfredo said...

Um dia
Uma Vida...
Dois dias
Uma Vida...
Tres dias
Uma Vida...


Uma Vida é feita de dias.

7:01 PM  
Blogger nuno said...

acho que já estiveste mais longe,
já tinha saudades de te ler.
:)
e ler este texto a ouvir Moriarty, fantástico.
obrigado pela apresentação!

10:59 PM  
Blogger Alien David Sousa said...

Esse dia chegou Poca!
Beijinhos

12:31 AM  

Post a Comment

<< Home